Nesta terça-feira, dia 21, governadores de 13 estados e do Distrito Federal divulgaram uma carta aberta contrária à ampliação do uso de armas e munições em todo território nacional. Os signatários afirmam que as medidas previstas no decreto não contribuem para tornar os estados mais seguros, e que haverá impacto negativo sobre a segurança.

As medidas, dizem eles, aumentariam a quantidade de armas e munição que podem abastecer criminosos e até aumentar o risco de que discussões e brigas entre os cidadãos acabem em tragédias.

O Ministério Público Federal de Brasília também se mostrou contrário ao decreto, pedindo a suspensão imediata da determinação que ainda não tem data para ser regulamentada. (Canal Rural)

MIO TELECOM
PREFEITURA MUNICIPAL DE CARNAÍBA
CONSULTORA MARTA ALVES

Telefone/WhatsApp:

(83) 9 9869-0840

ARTE MÍDIA

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB. Fone: Hélio Mendes.