WhatsApp

VEREADOR PABLO DANTAS

JUVENTUDE EM AÇÃO!

Tavares/PB

 

Ao lado do Bar de Kali, Rua Dr. José Henriques, Centro, Manaíra/PB. Contato: (83) 9.9948-3338

CONSULTORA MARTA ALVES

Telefone/WhatsApp: 

(83) 9 9869-0840

JÚNIOR DE MOCINHA

VICE-PREFEITO DE CARNAÍBA/PE

 

 

 

 
 

 

 

 

 
 
 
 

 

Iraquianos são interceptados com passaportes falsos no Recife e pedem refúgio para fugir de guerra

Passaportes falsos de Israel foram usados pelos iraquianos para tentar embarcar para a Espanha, segundo a PF (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Três estrangeiros, sendo duas mulheres e uma criança de 6 anos, entraram com pedido de refúgio no Brasil e declararam ser fugitivos da guerra que atinge o Iraque. De acordo com a Polícia Federal em Pernambuco, os iraquianos Majida Shammo, 22 anos, Eida Haji, 28, e o filho dela, Haji Lavano, foram interceptados no Aeroporto Internacional do Recife Gilberto Freyre, na madrugada de sábado (30), quando tentavam embarcar para a Espanha com passaportes falsos de Israel. A corporação divulgou, nesta segunda (1º), que eles chegaram a ser detidos.

Autuadas, a desempregada e a estudante de engenharia, que é mãe da criança, passaram por audiência de custódia e foram liberadas pela Justiça. Assim, elas poderão responder em liberdade pelos crimes de falsificação de documento público e uso de documentos falsos, até que o pedido de permanência no Brasil seja analisado. A PF informou que a solicitação foi preenchida quando as estrangeiras prestavam depoimento.

A PF em Pernambuco salientou que as iraquianas demonstraram interesse em pedir refúgio no Brasil e não retornar para o Iraque. Para isso, alegaram que lá não existe trabalho nem liberdade e que seu país está destruído por guerras. Elas informaram também que alguns parentes foram mortos no conflito.

De imediato, o documento será encaminhado ao órgão central da Polícia Federal em Brasília. A análise do pedido de permanência caberá ao Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), responsável por declarar o reconhecimento, em primeira instância, dessa condição de estrangeiros.

O caso está sendo tratado como de cunho humanitário. A Polícia Federal em Pernambuco afirmou que todas as providências foram tomadas em parceria com a Justiça Federal, Defensoria Pública, Prefeitura do Recife e Secretaria de Defesa Social.

Logo depois de prestar depoimento, as mulheres e acriança seguiram para o Instituto de Medicina Legal (IML), na área central do Recife, para se submeter a exames de corpo de delito. Em seguida, foram levadas a um hotel na capital. A partir de terça-feira (2), segundo a PF, deverão ficar numa casa abrigo indicada pelo governo do estado esperando a decisão do pedido de refúgio. (G1)

IVINET

CENTRAL: (83) 3450-1177 ou (Tavares) 83- 9 9618-8308, (Princesa Isabel) 9 9850-0074, (Manaíra) 9 9908-2110. Mais informações, clique na imagem.

LUIZ DA TELPA

VEREADOR 

TAVARES/PB

PREFEITURA DE CARNAÍBA/PE

ARTE MÍDIA

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB. Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.

Designer e Assistência Técnica

Rua Manoel Prudente Nunes, nº 302, Centro-Juru/PB. Tefones: (83) 9.9816-1658 ou 9.9608-7857