Familiares e amigos de vítima de massacre da Escola Raul Brasil em Suzano estão no velório na Arena Suzano — Foto: Maiara Barbosa/G1

O velório dos corpos de seis vítimas do massacre na Escola Estadual Raul Brasil em Suzano (SP), começou por volta das 6h30 desta quinta-feira (14), na Arena Suzano no Parque Max Feffer.

Continue lendo

Por Nill Júnior

O prefeito de Carnaíba/PE, no Sertão do Pajeú, Anchieta Patriota informou, na tarde desta quarta-feira (13/03), que Banco do Brasil confirmou a reabertura da agência da cidade, fechada desde fevereiro do ano passado em virtude da ação criminosa que explodiu a agência.

Continue lendo

Movimentação em frente à escola Raul Brasil, onde atiradores mataram 5 alunos e 1 funcionário — Foto: Reprodução/TV Globo

Do G1

Um adolescente e um homem encapuzados atacaram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), na manhã desta quarta-feira (13) e mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio. Em seguida, um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou. Pouco antes do massacre, a dupla havia matado o proprietário de uma loja da região.

Continue lendo

O presidente do STF, Dias Toffoli, durante sessão no plenário da Corte, em Brasília (DF)

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga nesta quarta-feira (13), ação que pode ter impacto direto em nomes fortes da política nacional que são alvo de investigação da Operação Lava Jato. Entre os 21 agentes políticos estão os ex-presidentes Michel Temer e Dilma Rousseff (PT), os ex-ministros Eliseu Padilha (MDB), Moreira Franco (MDB) e Guido Mantega (PT), além de parlamentares de legislaturas passadas e da atual, como Aécio Neves (PSDB-MG), José Serra (PSDB-SP) e Marcos Pereira (PRB-SP).

Continue lendo

Semiliberdade

Do Portal Correio

O juiz da 1ª Vara da Infância e da Juventude da Capital, Adhailton Lacet Correia Porto, proferiu sentença condenando o Estado da Paraíba e a Fundação Alice Almeida (Fundac) na obrigação de implantar a Unidade de Semiliberdade direcionada a adolescentes e jovens do sexo feminino, no prazo de 120 dias. Em caso de descumprimento da ordem judicial, será fixada uma multa diária. A decisão atende a um pedido do Ministério Público Estadual, que ajuizou ação civil pública, alegando a existência de apenas uma unidade de internação atendendo em todo o Estado e que já se encontra superlotada.

Continue lendo

O delegado, Giniton Lages, chefe da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro, afirmou nesta terça-feira (12) que haverá uma segunda etapa de investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes. Nesta fase, serão investigados possíveis mandantes do crime e o paradeiro do carro utilizado no dia do assassinato.

Continue lendo

Foto: (Reprodução/ TV Grande Rio)

O Senado aprovou nesta terça-feira (12) um projeto que busca garantir à mulher o direito de amamentar em locais públicos, privados abertos ao público ou de uso coletivo sem serem constrangidas.

De acordo com o projeto, será considerada conduta ilícita, sujeita a reparação de danos, qualquer ato que discrimine, proíba, reprima ou constranja as mães que quiserem amamentar os filhos.

O texto prevê, ainda, que o responsável pelo ato deverá pagar indenização, em valor igual ou superior a dois salários mínimos, a ser determinado pela Justiça.

A proposta prevê ainda que a amamentação deve ser assegurada independentemente da existência de locais ou instalações reservadas. E que cabe à mulher a decisão de utilizar ou não esses ambientes, caso existam.

Constrangimento – A relatora da proposta na Comissão de Direitos Humanos, Maria do Carmo Alves (DEM-SE), afirma que não há uma lei federal sobre o assunto.

“Os episódios de constrangimento de fato existem, tanto que o município de São Paulo foi levado a editar lei que prevê multa para quem constranger ou impedir a amamentação em público”, diz Maria do Carmo no relatório.

A relatora da proposta em plenário, Selma Arruda (PSL-MT), afirmou que, “pela primeira vez, [o Congresso] está dando ferramentas para assegurar o direito da mulher de amamentar publicamente”.

Dia da Mulher – O texto aprovado nesta terça-feira foi apresentado pela ex-senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Agora, caberá à Câmara analisar a proposta.

A proposta foi aprovada em sessão que os parlamentares dedicaram ao Dia da Mulher, celebrado na última sexta-feira (8).

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), passou o comando da sessão à senadora Leila Barros, que conduziu a análise de projetos defendidos pela bancada feminina. Outras senadoras se sentaram à Mesa Diretora do plenário durante a sessão.

Na próxima sexta-feira (15/03), às 8h, o prefeito de Carnaíba/PE, no Sertão do Pajeú, Anchieta Patriota (PSB), vai inaugurar a barragem construída pela prefeitura sobre o leito do Rio Pajeú, no Sítio Itã, na zona rural do município.

A solenidade contará com a presença dos deputados federal, Danilo Cabral (PSB), e estadual, Lucas Ramos (PSB), além de integrantes do governo municipal e moradores da região.

Durante a solenidade, o prefeito, Anchieta Patriota, ainda irá entregar 50 kits de irrigação por gotejamento para modernizar as técnicas de plantio e aumentar a produção, bem como a renda dos agricultores do município.

Os kits foram conseguidos junto à Secretaria de Recursos Hídricos do Governo de Pernambuco.

A onda de roubos e furtos volta a amedrontar a população de Serra Talhada nos últimos dias.

No sábado (9), uma jovem foi abordada por uma dupla de assaltantes enquanto pilotava uma moto em direção a sua residência.

O crime ocorreu por volta das 10h30, a poucos metros da Delegacia de Polícia, na Rua João Alves de Carvalho Barros.

Em depoimento, a vítima, de 36 anos, contou que os bandidos chegaram a agarrá-la pelo braço após emparelhar a motocicleta utilizada para o crime, uma Honda Bros, de cor verde, anunciando em seguida o assalto.

Os bandidos só não concluíram o crime graças a um morador que abriu a porta de sua casa e os afugentou. A polícia local investigará o crime. (Farol de Notícias)

Candidatos a uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni) que estão na lista de espera têm hoje (12) e amanhã (13) para apresentar a documentação necessária nas instituições de ensino superior nas quais pretendem estudar. 

Todos os estudantes que optaram por participar da lista devem apresentar os documentos que comprovam as informações prestadas na hora da inscrição, independentemente de serem selecionados. No site do ProUni está disponível a documentação necessária.

As próprias instituições de ensino vão convocar os estudantes para preencher as bolsas de estudo remanescentes. 

ProUni – Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o MEC. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

Na manhã desta segunda-feira (11), a Secretária de Saúde da Prefeitura de Tavares, no Sertão da Paraíba, Shelley Suassuna, se reuniu com o Conselho Municipal de Saúde, para apresentação, avaliação e possível aprovação de balancetes financeiros.

Ainda no encontro, foi discutida a realização da 5ª Conferência Municipal de Saúde, prevista para o dia 05 de abril.

“Estamos buscando cada dia mais qualificar o atendimento a população, contamos com profissionais na secretaria, no Nasf, farmácia básica, Unidades Básicas de Saúde e casa de Apoio em João Pessoa, e o trabalho do Conselho é muito importante para a gestão realizar um trabalho de qualidade para todos que necessitam”, disse Shelley.

Ronnie Lessa, apontado como autor dos disparos contra Marielle, e Élcio Queiroz, suspeito de dirigir o carro — Foto: Reprodução/TV Globo

Com as informações do G1

Policiais da Divisão de Homicídios da Polícia Civil e promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro prenderam, por volta das 4h30 desta terça-feira (12), o policial militar reformado Ronnie Lessa, de 48 anos, e o ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos. A força-tarefa que levou à Operação Lume diz que eles participaram dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Os crimes completam um ano nesta quinta-feira (14).

O que diz a denúncia – Ronnie Lessa é o autor dos 13 disparos que mataram Marielle e Anderson; ele estava no banco de trás do Cobalt que perseguiu o carro da vereadora.

Élcio Vieira de Queiroz dirigiu o Cobalt.

A investigação ainda tenta esclarecer quem foram os mandantes do crime e a motivação.

Prisões – Segundo informações obtidas pelo G1, Ronnie e Élcio estavam saindo de suas casas quando foram presos. Eles não resistiram à prisão e nada disseram aos policiais.

Ronnie estava em sua casa em um condomínio na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, o mesmo onde o presidente Jair Bolsonaro tem residência. Élcio mora na Rua Eulina Ribeiro, no Engenho de Dentro.

A Operação Lume cumpre ainda 32 mandados de busca e apreensão contra os denunciados para apreender documentos, telefones celulares, notebooks, computadores, armas, acessórios, munição e outros objetos. Durante todo o dia, haverá buscas em dezenas de endereços de outros suspeitos.

Após a prisão de Ronnie, agentes fizeram varredura no terreno da casa dele e encontraram armas e facas. Detectores de metais vasculhavam o solo, e até uma caixa d’água foi vistoriada.

Eleições 2018 - Ciro Gomes, Bolsonaro

Em uma série de fortes críticas a Jair Bolsonaro e sua equipe, o ex-ministro e ex-candidato à Presidência Ciro (PDT) classificou nesta segunda-feira (11), o presidente como um “adolescente tuiteiro” e o governo como uma “confusão”.

“Eu prometi que só iria fazer crítica depois dos 100 primeiros dias de governo, mas está impossível porque tem este bando de boçal que está brincando de governar”, disse.

“Botaram um garoto de 13 anos, um adolescente tuiteiro para governar o País.” A declaração foi feita em evento do Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa (IREE), em São Paulo.

Ciro afirmou que está preocupado com a “precocidade da confusão” que está se estabelecendo no governo. A fala do pedetista é dita um dia após o presidente da República compartilhar uma notícia com declarações falsas atribuídas à repórter do Estadão, Constança Rezende.

O pedetista criticou ainda, indiretamente, a ideia de se transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. “Que dia que alguém pediu a gente (os políticos) para mudar a embaixada?”, afirmou.

Eleições – Ciro afirmou também que vai pensar 100 vezes antes de aceitar ser candidato na eleição presidencial de 2022. “Estou muito angustiado com o que está ocorrendo, mas há a liberdade de uma não conveniência de uma candidatura. Isso, depois, será discutido pelo partido”, disse.

Ele voltou a criticar o PT, mas ressalvou que o ex-concorrente do partido ao Planalto, Fernando Haddad, faz parte do grupo de homens de bem do partido.

Em um tom semelhante ao usado no segundo turno da eleição presidencial, quando não deu um apoio formal a Haddad contra o presidente Jair Bolsonaro, Ciro disse que “não aceita mais a hegemonia do lado bandido do PT”.

Ao citar o exemplo do vereador Eduardo Suplicy, presente no evento, como um “homem honesto, nunca presente em nenhuma destas listas de corrupção”, Ciro disse que ao lado dele estão, entre outros, os ex-governadores gaúchos Olívio Dutra e Tarso Genro.

Ciro foi então questionado sobre Haddad. “Ele é um homem de bem”, disse.

O pedetista disse ainda que quer manter o diálogo com o PT, com que o PDT dele disputa o espaço de liderança da oposição. Segundo Ciro, ele quer que os petistas ocupem uma vaga na comissão especial que vai tratar da reforma da Previdência. “Nós temos de ter lá quem ouça os movimentos sociais, que tire a reforma de Brasília. Temos de juntar o máximo de votos que puder para conter danos”, afirmou. (EXAME)

Na cidade de Tavares, no Sertão da Paraíba, os moradores das Ruas Maria Rosa da Conceição e João Bernardino estão tendo que conviver com a escuridão à noite nas vias públicas devido a lâmpadas de postes queimadas.

De acordo com informações, na Rua Maria Rosa da Conceição, postes estão com as luzes queimadas há mais de duas semanas, fato esse que tem causado transtornos e gerado insegurança às famílias, que tem relatado o problema nas redes sociais.

“Atenção senhor Sec. De Obras Tavares por gentileza providencie a luz desse poste, já faz dias que nós se encontramos no escuro. Desde já agradeço”, descreveu uma moradora em seu facebook.

Em contato com o Blog do Aryel Aquino um cidadão disse: “A gente ficava na calçada conversando à noite, mas agora não podemos mais, pois com o escuro temos medo de ser vítima da criminalidade”.

Já moradores da Rua João Bernardino afirmam que as lâmpadas de alguns postes estão queimadas há mais de oito dias. Na via, existem muitos pontos comerciais que só fecham às portas à noite.

A situação tem preocupado os comerciantes e a vizinhança em geral, pois locais escuros se tornam vulneráveis a crimes, como por exemplo, assaltos.

Os moradores das duas ruas pagam taxa de iluminação pública e cobram que a prefeitura de Tavares resolva o problema o mais rápido possível.

O QUE DIZ O GOVERNO MUNICIPAL – O Blog do Aryel Aquino entrou em contato com a secretaria municipal de obras, que é a responsável pela substituição das lâmpadas.

Segundo o secretário, Edson Lima (Lourinho), a prefeitura está sem material para realizar o serviço.

“Estamos aguardando chegar”, disse Lourinho, sem da prazo para reposição das lâmpadas.

Com as informações da assessoria de comunicação

O prefeito interino de Tavares, no Sertão da Paraíba, Luiz Pereira (Poeta), sancionou o Projeto de Lei que concede o Piso Salarial aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE).

Com a ação, o chefe do Poder Executivo garante aos profissionais reajuste em seus salários, passando de R$ 1.014 para 1.250 reais.

“Reajustamos os salários dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, pois entendemos a importância desses profissionais na prevenção de doenças, eles realizam um trabalho preventivo importante, além de acompanhar as necessidades particulares de pacientes”, declarou o prefeito, Luiz Poeta.

Além de conceder o pagamento do piso, o Governo Municipal também está garantindo incentivo para os profissionais com a Lei que concede insalubridade aos agentes. O adicional de insalubridade é um instrumento legal de compensação ao trabalhador por períodos de trabalho exposto a agentes nocivos.

O presidente Jair Bolsonaro recebeu na manhã deste domingo, 10, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, no Palácio da Alvorada. O encontro não constava na agenda oficial e, ao longo da tarde, integrantes do grupo do filósofo e escritor Olavo de Carvalho divulgaram nas redes sociais que Bolsonaro ordenou ao ministro o afastamento do diretor de programa da Secretaria Executiva, coronel-aviador da reserva Ricardo Wagner Roquetti.

A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) não se pronunciou sobre a exoneração, mas, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o próprio Roquetti confirmou a informação. “O presidente pediu meu afastamento hoje em conversa pessoal com o ministro. A exoneração deve ocorrer durante a semana, pois é um ato administrativo burocrático que leva tempo”, disse.

Roquetti está no centro de uma disputa envolvendo os “olavistas” e coronéis e generais em cargos comissionados no ministério. No final de semana, integrantes do grupo de Olavo acusaram os militares de tentarem expurgá-los do Ministério da Educação para frear as investigações da “Lava Jato da Educação”, um pente-fino anunciado pelo governo nos contratos firmados nas gestões passadas.

Na sexta-feira, Olavo usou as redes sociais para pedir a seus alunos a deixaram os cargos no ministério, depois que foi informado do expurgo. No Facebook, ele escreveu que oficiais militares induzem Vélez Rodriguez, a tomar “atitudes erradas” e lançam a culpa nos seus alunos. “São trapaceiros e covardes”, acusou.

Os “olavistas” dizem que os militares isolaram o ministro Vélez Rodríguez e “sabotaram” ações no setor defendidas na campanha de Jair Bolsonaro. Ligado ao filósofo, o assessor especial do ministério Silvio Grimaldo escreveu na manhã de sábado no Facebook que foi um dos que sofreram rebaixamento de cargo por conta da pressão dos militares. O assessor ressaltou que o presidente Jair Bolsonaro poderia fazer um governo “alicerçado” em ativistas e intelectuais de direita, mas “preferiu” se cercar de “generais positivas”.

Em outra postagem, Grimaldo associou os ataques ao grupo de Olavo dentro do MEC a demissão do diplomata Paulo Roberto de Almeida do comando do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais. No carnaval, Almeida foi exonerado depois de divulgar textos críticos à política externa e ao próprio ministro Ernesto Araújo. O diplomata disse que Olavo estava por trás de sua demissão. O escritor, porém, negou.

MIO TELECOM

CENTRAL: (83) 3450-1177 ou (Tavares) 83- 9 9618-8308, (Princesa Isabel) 9 9850-0074, (Manaíra) 9 9908-2110. Mais informações, clique na imagem.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARNAÍBA

CONSULTORA MARTA ALVES

Telefone/WhatsApp:

(83) 9 9869-0840

ARTE MÍDIA

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB. Fone: (83) 9 9869-8213. Hélio Mendes.